Notícias

Deputados aprovam LDO 2018 e RGA dos servidores acordada com governo

Cuiabá - MT, postado em 12.07.2017 às 22:23hs | Fonte: ALMT | Por: Da Redação

 

Os deputados aprovaram nesta quarta-feira (12) os Projetos de Lei que regulamentam a Revisão Geral Anual (RGA) 2017 e 2018 e Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2018. Já o projeto que aumenta o duodécimo foi retirado de pauta pelo deputado Zé Domingos (PSD).

A LDO já havia sido aprovada em primeira votação durante a manhã desta quarta-feira e prevê uma receita total de R$ R$ 18,8 bilhões no ano que vem. Ao todo, o texto da LDO 2018 recebeu 76 emendas parlamentares, das quais quatro foram rejeitadas Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária (CFAEO) e outras 58 aprovadas.

A emenda mais polêmica era do deputado José Domingos Fraga que obrigava o Executivo a reajustar o duodécimo dos Poderes conforme a inflação. Por fazer parte da base do governador Pedro Taques (PSDB), Fraga foi pressionado e retirou o projeto de pauta.

A ideia, agora, é discuti-lo quando o Governo enviar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do Teto de Gastos que estabelece o congelamento dos duodécimos dos poderes e o congelamento dos salários.

RGA 2017 e 2018 - Já o projeto que regulamenta a RGA foi aprovado sem esforços. O projeto já havia sido negociado entre servidores e Governo e prevê o pagamento da RGA para os próximos dois anos.  “O governo e fórum sindical já fizeram os debates sobre o assunto, de forma mais tranquila, e por meio do entendimento conseguiram chegar à proposta que relatada e aprovada”, destacou Silvano Amaral, relator do projeto na Comissão de Fiscalização. 

Leia mais - Governo antecipa pagamento das perdas e fecha acordo da RGA

Além do pagamento das perdas salariais, faz parte do projeto o pagamento da RGA 2017 e 2018, cujos índices são estimados em 6,58% e 4,19%, respectivamente, e serão pagos até o final do próximo ano.

O índice de 6,58% será pago em três parcelas, sendo duas de 2,19% e a terceira de 2,20. A primeira será paga no dia 10 de dezembro deste ano. As outras duas parcelas serão pagas para abril e setembro de 2018, porém poderão ser antecipadas conforme o comportamento da arrecadação própria do Executivo.

Se a receita do segundo semestre de 2017 tiver incremento de 10% em relação à lei orçamentária, a parcela de abril será antecipada para março. E no caso de a arrecadação registrar crescimento de 15%, a parcela de setembro será adiantada para maio.

Já a RGA de 2018, estimada em 4,19%, deverá ser paga em duas parcelas de 2% e 2,19%. A primeira ficou para outubro e a segunda para dezembro do próximo ano.

Após a votação, os parlamentares entraram em recesso e devem retornar às atividades apenas na primeira semana de agosto.

Deixe seu comentário!

Veja Também

publicidade

2017 - Todos os direitos reservados ao Website Servidores MT - A.A.DA COSTA PROPAGANDA - CNPJ 10.172.291/0001-59. Fale com a redação (65) 9984-1353 / contato@servidoresmt.com.br