Notícias

Focado em redução de custos, Mauro vai negociar diminuição dos duodécimos

Cuiabá - MT, postado em 08.10.2018 às 20:25hs | Fonte: Da Redação | Por: Tarley Carvalho

Menos de 24 horas após vencer a disputa ao Governo do Estado, o governador eleito Mauro Mendes (DEM) já começou a minimizar o tom contra o atual governador Pedro Taques (PSDB). Em entrevista à Rádio Vila Real nesta manhã de segunda-feira (8), o novo governador falou sobre suas pretensões a partir de 1º de janeiro, quando assume o Governo, e destacou que muitos problemas que acontecem hoje no Estado são devido à falta de dinheiro no Estado.

De acordo o democrata, uma das primeiras medidas que a população poderá esperar de seu mandato é a redução de custos. Para isso, Mendes afirmou que pretende reduzir o número de secretarias e de comissionados, o chamado “cabide de empregos”, quando um gestor nomeia uma série de apoiadores em sua gestão.

Ainda na parte de redução de custos, o governador eleito disse que, ao dar o exemplo, pretende negociar a redução dos repasses aos demais Poderes, o chamado duodécimo. As transferências são constitucionais, o que significa que, caso Mauro não consiga uma boa articulação política, terá de manter os repasses tal qual está, nos mesmos índices.

“[É preciso] agir de forma respeitosa, sem briga. Não faz sentido, um quarteirão, uma Casa [Assembleia Legislativa] gastar tanto por ano e faltar dinheiro pra comprar remédio”, afirmou.

Sobre a articulação política junto aos deputados estaduais eleitos para aprovação das diversas reduções de custo que pretende fazer, algumas impostas só por meio de lei, Mauro afirmou estar confiante de que conseguirá o apoio, já que não enviará projetos que sejam ruins ao povo de Mato Grosso.

Além disso, o governador eleito disse ainda que os deputados que não se adequarem às novas exigências da população, por tabela, assumirão a responsabilidade por possíveis problemas que possam surgir.

Mauro Mendes foi eleito governador do Estado neste domingo (7) com 840.094 votos, o que representa 58,69% dos votos válidos. Ele enfrentou outros quatro candidatos e a expectativa, com base em dados apontados por pesquisas eleitorais, era de ser realizado, pela 1ª vez em Mato Grosso, um segundo turno para a escolha do governador.

 

publicidade

Deixe seu comentário!

publicidade

Veja Também

publicidade
publicidade
publicidade

2018 - Todos os direitos reservados ao Website Servidores MT - A.A.DA COSTA PROPAGANDA - CNPJ 10.172.291/0001-59. Fale com a redação (65) 9984-1353 / contato@servidoresmt.com.br