publicidade

Notícias

Deputada cita "herança maldita" e pede paciência de servidores com Mauro

Cuiabá - MT, postado em 03.01.2019 às 16:48hs | Fonte: Folhamax | Por: Da Redação

Em meio ao impasse vivido pelo servidor público, que ainda não recebeu o pagamento do 13° salário referente ao ano de 2018 e pode ver o salário de dezembro novamente escalonado, a deputada estadual, Janaina Riva (MDB), pede prazo ao servidor para que o governador Mauro Mendes (DEM) tome real ciência da situação caixa financeira do Estado. 

Segundo a emedebista, existe a expectativa da regularização das contas relacionada aos débitos com os servidores, mas o tempo para realizar o pagamento salarial é curto. Ela destacou que a situação financeira deixada pelo ex-governador Pedro Taques (PSDB) não é das melhores. 

“Existe uma expectativa da Assembleia, até diante do que foi prometido pelo governador, que a gente possa agora selar as pazes com funcionalismo público de Mato Grosso. Então eu torço para que o governador não demore muito tempo para colocar as contas em dia. Mas é natural que a Assembleia vai ter que dar um prazo, até para ele tomar conta da situação como um todo. É difícil você assumir um Estado que tem um salário para pagar daqui nove dias sem ter dinheiro em caixa, isso é uma coisa que acho que o servidor também tem que ter compreensão”, explicou a deputada na última terça-feira (1), logo após a posse de Mauro Mendes. 

Para a parlamentar, é complicado assumir uma dívida grande deixada por outra gestão. Por isso, destacou ser compressível a cobrança que deve surgir nos próximos dias. “Mas é claro que daqui uns dias começam as cobranças dos servidores, e eu acho que de forma justa, mas eu acho que tem que ter este tempo aí”. 

ENTENDIMENTO DO MDB 

Sobre rugas que teriam surgido com Mendes antes do partido ser contemplado com a Secretaria de Agricultura Familiar, a deputada admitiu que houve um “certo atrito”. Porém, ela frisa que a aliança do MDB não poderia ser descartada, pois partido foi forte aliado nas eleições. 

“Até ajudei a construir isso, eu vejo que um partido que fez parte do palanque do governador, fez base, gerou uma expectativa em todos os filiados de participariam do Governo, e aí no primeiro atrito ou em qualquer  dificuldade o partido ir para oposição. Acho que tinha que dar uma oportunidade também ao governador”, destaca. 

Janaína também assegura que indicação do deputado estadual Silvano Amaral para pasta mostra o alinhamento com os parlamentares e comprometimento com os suplentes do partido. Além disso, ela lembra que a construção de um chapão nas eleições foi difícil, e isso deve ser visto durante as escolhas.

“Então o partido participar desta construção é natural. Da mesma forma da indicação do Silvano, é uma indicação inclusive que agrada a Assembleia Legislativa, nós participamos de um chapão muito difícil de você conseguir fazer todos os laços e agradar todos os partidos. Tinha um compromisso realmente de que os suplentes de deputados  deste chapão seriam contemplados, agora eu acho que é natural que ele chame aí o deputado Silvano atendendo não só o MDB mas também a Assembleia”.

publicidade

Deixe seu comentário!

publicidade

Veja Também

publicidade
publicidade
publicidade

2019 - Todos os direitos reservados ao Website Servidores MT - A.A.DA COSTA PROPAGANDA - CNPJ 10.172.291/0001-59. Fale com a redação (65) 9984-1353 / contato@servidoresmt.com.br